Publicado em 19.11.2019 às 07:15

O mundo divertido dos números

Os números têm grande importância no dia a dia das pessoas e estudá-los pode ser muito divertido. Durante este ano, tais constatações vêm fazendo parte do dia a dia das crianças do Pré B na Escola Municipal de Ensino Fundamental Bom Pastor em Nova Petrópolis/RS. Isso porque, por meio do projeto ‘Para que servem os números?’, a garotada está aprendendo, de maneira lúdica, a reconhecer os numerais de 0 a 10, a relacioná-los com suas quantidades e a compreender a sequência numérica, conhecendo, assim, algumas de suas funções sociais. “O projeto trabalha com os campos de experiências propostos para a educação infantil, principalmente em relação ao objetivo de aprendizagem da BNCC (Base Nacional Comum Curricular), sendo este relacionar números às suas respectivas quantidades e identificar o antes, o depois e o entre em uma sequência de forma oral (Referencial Curricular Gaúcho)”, explica a professora responsável pela turma, Daniele Perius. Daniele relata que o interesse pelos números é observado no dia a dia de seus alunos, em momentos de contagem espontânea, na relação com a quantidade, na curiosidade e no desejo de aprenderem a respeito. Em uma das atividades desenvolvidas a partir da pergunta exploratória ‘Para que servem os números?’, as crianças fizeram uma expedição investigativa e levaram para a escola várias imagens em que numerais apareciam. Em rodinha, a turma observou e conversou sobre cada uma dessas imagens. Com elas, também foi confeccionado um cartaz. Todos ficaram impressionados com as funções que os números representam, encontrando-os em diferentes lugares, descobrindo que eles são importantes, por exemplo, para ligar para alguém, medir o tamanho e o peso das pessoas, contar dinheiro, saber o endereço de casa, a placa do carro, ver as horas no relógio e as datas no calendário. Entre as várias outras atividades desenvolvidas dentro do projeto, a garotada criou um livro em que cada página representa um número de 0 a 10 com um verso relacionado. Além de desenhar, colorir, recortar, colar e fazer dobraduras na confecção desse livro, as crianças conheceram e recitaram os versos, identificaram os números e os relacionaram com as respectivas quantidades. Outra atividade foi a construção de jogos com a participação das famílias. Num segundo momento, os avós foram convidados a passarem uma tarde com os netos, jogando esses jogos e tendo um momento de aprendizagem, integração e sociabilidade na escola. Sempre em torno do tema, também houve brincadeiras de roda, cantos, parlendas, contações de histórias e modelagens com massinhas.

Acesse:

www.educacaoem1lugar.com.br

www.isl2024.org.br

www.brasilalemanha.com.br